Queimar lixo não é a melhor solução

Resolver problema de resíduos urbanos com incineração é alternativa cara e com riscos de contaminação

A incineração de resíduos sólidos urbanos é considerada a maior fonte antrópica de emissão de dioxinas e furanos."

Quarta, 17 Janeiro 2018 12:48

Pedido de informação

Written by
Rate this item
(0 votes)

Gostaria receber esclarecimentos sobre a proposta usina de “gaseificação” de lixo planejada de ser construída em Boa Esperança.

1. Quais foram as alternativas contempladas e rejeitadas?

Citando seu post: “A técnica poderá ser aplicada como uma solução socioambiental inovadora e com tecnologia 100% nacional, escolhida a partir de um cuidadoso trabalho de prospecção das alternativas existentes no mercado nacional e internacional.”


2. “O projeto se baseia na tecnologia de gaseificação, que é bastante diferente da incineração. As emissões atmosféricas são muito baixas,…”

Com palavras tão vagas e sem compromisso nenhum fica fácil justificar este processo de gaseificação. A verdade é outra, a combustão total ou seja 100% não existe. Nem em laboratório se consegue uma combustão de 100% tão eficaz. Queimar material não o faz desaparecer, apenas transformar um sólido em gás, ou seja fumaça, e emissões tóxicas.
“Na verdade, a matéria não pode ser destruída – ela apenas muda de forma, as vezes toma uma forma tão ou mais nociva que a forma anterior.” Fonte: https://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20080117014221AAYTKwD
“A combustão completa é naturalmente improvável de ocorrer, a menos que a reação ocorra em situações cuidadosamente controladas, como, por exemplo, em um laboratório.” Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Combust%C3%A3o


3. Qual é a quantidade de lixo gerada por dia em Boa Esperança?


4. Qual seria a quantidade de lixo necessária por dia para gerar eletricidade e que a usina seja viável?


5. “Tecnologia inédita que aproveita 100% dos resíduos sólidos” Fonte: http://www.otempo.com.br/capa/economia/cidade-mineira-vai-usar-lixo-para-gerar-energia-el%C3%A9trica-1.1561791”

Isto também é impossível. Vai ter resíduos queimados, produtos altamente tóxico por serem concentrados.

6. Para onde irá este lixo bi-produto do lixo queimado?

7. Quem será responsável pelo monitoramento das emissões? Qual órgão governamental cuida deste problema?

“O processo de monitoramento e controle da poluição gerada por incineração é economicamente inviável. No Brasil é impensável, considerando-se a composição físico-química de nosso lixo.” Fonte: http://incineradornao.net/2011/08/diga-nao-a-incineracao-do-lixo/


8. Onde está provado que a incineração de lixo é a solução?

“Não existe nenhuma experiência no Brasil que comprove que incinerar seja a solução para o lixo. Fonte: https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/04/17/no-parana-moradores-tentam-impedir-primeira-usina-de-incineracao-de-lixo-domestico-do-brasil.htm


9. Geração de emprego? Catadores de lixo vão controlar a usina? Do quê se pode ler na internet sobre o assunto, é preciso justamente de pessoas profissionais bem treinadas para controlar a combustão, tem riscos emissões altas se a combustão não for ótima, tem até riscos de explosão.


Publiquei uma página https://www.boaesperanca.net.br/usina-de-queimar-lixo resumindo vários artigos sobre o assunto onde são descritos os verdadeiros problemas envolvidos na queima de lixo, se interessar, como deveria, dão uma leitura antes de tal projeto insano seja construído.

Soluções melhores existem e estão sendo adaptadas em outros países onde usinas de queimar lixo estão sendo desativadas. Queimar lixo que poderia ser reciclado não faz nenhum sentido. Fumaça tóxica é garantida, não se queima plástico, borracha, tinta, e tudo que tem no lixo sem produzir emissões tóxicas. É impossível!

Read 612 times Last modified on Quarta, 31 Janeiro 2018 22:50

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.